Cidade


Aconteceu nesta terça-feira (21) o júri de Felipe Marques Fernandes, réu em uma tentativa de homicídio que ocorreu no dia 10 de fevereiro de 2019, no Centro da cidade. Presidiu os trabalhos o juiz Luis Filipe Lemos Almeida. Representou o Ministério Público o promotor Leonardo Giron. Na defesa, atuaram os advogados Adão de Oliveira Fernandez e Pedro Derli de Oliveira Teixeira.

De acordo com a acusação, o réu, acompanhado de um menor de idade, atirou contra J., que estava na calçada de um bar no Centro, com dezenas de frequentadores, assumindo o risco de matá-lo, o que não ocorreu em razão de erro de pontaria, pois o projétil atingiu L, ferindo-lhe o pé, em razão de briga de tráfico, após rondar o local e quando a vítima visada estava de costas, com auxílio do adolescente que conduzia a motocicleta. O fato aconteceu na madrugada, por volta das 4h45.

Nos debates, o promotor Giron defendeu pela condenação do réu, bem como pelo crime de corrupção de menor – o réu estava, na moto, acompanhado por um menor.

A defesa trabalhou na tese de desqualificação do crime de tentativa de homicídio, passando para lesão corporal.

Felipe foi condenado pelos jurados a 9 anos e 8 meses de reclusão, pelos crimes de tentativa de homicídio e corrupção de menor. Ele senta no banco dos réus novamente, na próxima terça-feira, onde será julgado por mais uma tentativa de homicídio.

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads