Cidade



A juíza Rada Maria Metzger Kepes Zaman, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre, suspendeu as aulas presenciais nas escolas públicas e privadas do Rio Grande do Sul.

A decisão vale enquanto estiver vigente a bandeira preta no sistema de distanciamento controlado. O governo do estado havia autorizado atividades de Educação Infantil e para 1º e 2º anos do Ensino Fundamental de forma presencial neste período.

A determinação é resultado de uma ação civil pública ajuizada pela Associação Mães e Pais pela Democracia e pelo Cpers-Sindicato contra o governo do estado. A juíza definiu como uma contradição a reabertura de escolas no estado em um momento de superlotação nos hospitais.

O Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul lamenta a decisão. Mas afirma que, em um estado democrático de direito, ordens judiciais devem ser cumpridas, mesmo que não se concordem com elas.

Post a Comment

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads