13 de maio de 2019

Justiça decide que Vladimir dos Santos Simas deve ir a júri popular


Conforme decisão proferida pelo juiz titular da 1ª Vara, Luis Filipe Lemos Almeida, Vladimir dos Santos Simas deve ir a júri popular, acusado pela tentativa de homicídio contra José Inácio Bueno, crime que aconteceu no dia 12 de março. Vladimir foi preso preventivamente no dia 18.

De acordo com o Ministério Público, Vladimir soqueou José até derrubá-lo ao solo, quando golpeou a cabeça da vítima com um capacete, já desfalecida, assumindo o risco de matar, o que não ocorreu pelo socorro e encaminhamento ao hospital local, após ter surpreendido José, atacando-o pelas costas enquanto a vítima tentava embarcar em sua moto. O crime foi motivado pela suposta relação extraconjugal que José mantinha com a ex-esposa de Vladimir.

Diante dos fatos, cabe, conforme o magistrado, o Tribunal do Júri a decisão. O acusado nega a intenção homicida alegando que parou de agredir José após cessar a reação deste, inclusive se abstendo de esfaqueá-lo.

"Logo, há outra versão encartada nos autos, que é incompatível com a desclassificação, pois não se pode afastar de modo estreme de dúvida que ao desferir diversos socos e capacetaços contra a cabeça de alguém o agente não tenha assumido o risco de produzir o evento morte, o que remete o julgamento ao Tribunal do Júri, haja vista a competência".

0 comentários:

Postar um comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top