Rádio Upacaraí

22 de abril de 2019

Conheça a história de Sirene, mascote do Samu de Dom Pedrito


 

Quem já foi ao Pronto Socorro deve ter se deparado com uma cadelinha que é uma graça. Quase todos os dias ela, devidamente trajada, com o uniforme do Samu transita pelas imediações da base do órgão, situado na Rua Trilha de Lemos. Não bastasse isso, ela ainda foi batizada pelos socorristas com o nome de Sirene.

O animal foi adotado pelos profissionais do Samu, que diariamente salvam vidas de pessoas que nem mesmo conhecem. E com ela também não foi diferente. A cadelinha, até então desconhecida, que apareceu na base do Samu em uma tarde – parece que pedindo ajuda e clamando por necessidade de ser acolhida -, não foi abandonada por esses profissionais.

A cadelinha mora no local onde fica a base do Samu desde o ano de 2017 e, literalmente, veste a camisa da órgão.

Quando a ambulância sai para algum atendimento, Sirene fica inquieta, como se quisesse ir junto. A chegada da ambulância no Pronto Socorro é motivo de felicidade para o animal, que parece ter a sensação de dever cumprido. Muitas vezes, a cadela ainda vai ao encontro da ambulância no PS, aguarda em frente ao local e retorna junto com o veículo para a base do Samu. Outro fato inusitado, é que se ela vê alguém estacionando seu veículo em frente à base do Samu – local de estacionamento exclusivo para ambulâncias -, Sirene corre em direção à pessoa e começa a latir como se quisesse dizer que ali é proibido o estacionamento de qualquer outro veículo que não sejam ambulâncias.

Conforme informado à nossa reportagem, quando Sirene chegou à base, uma das primeira atitudes dos socorristas, na época, foi saber se ela tinha dono e, na sequência, adotá-la e vaciná-la. Hoje ela é cercada de carinho e tem sua casa e seus donos. Pode parecer estranho, mas ela pertence diversos profissionais. Profissionais estes que compõem a Base do SAMU 192 de Dom Pedrito.


Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top