18 de março de 2019

Projeto Escola Itinerante



 O secretário municipal de Educação e Cultura, Marco Antônio Rodrigues, tranquilizou previamente a população, nesta semana, acerca da qualidade do material isolante que será utilizado nos contêineres que abrigarão o Projeto Escola Itinerante.

 Ele já havia anunciado que os contêineres contarão com esse material que, colocado entre as paredes daqueles que serão utilizados como salas de aula, isola termicamente do calor e do frio. Com o advento da tragédia ocorrida no Ninho do Urubu, centro de treinamento das categorias de base do Flamengo, no Rio de Janeiro (que utilizava contêineres como alojamentos), Marquinhos contatou a empresa onde inicialmente foi buscar informações sobre aquele equipamento, obtendo a garantia de que já são utilizados materiais apropriados e de acordo com normas técnicas vigentes.

 É claro que deverá haver licitação no momento dessa compra ocorrer e não se pode saber hoje quem irá fornecer os equipamentos, mas já foi positiva a preocupação demonstrada pelo secretário de Educação, que poderá exigir que constem  no edital, no momento oportuno, as características técnicas e  apropriadas dos contêineres que se pretende adquirir.

 O projeto piloto das escolas itinerantes beneficiará, de acordo com Marquinhos, as escolas Oscar Pohlmann e Obelisco.

0 comentários:

Postar um comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top