Rádio Upacaraí

19 de novembro de 2016

Tanize Hohlhoff relata experiência de intercâmbio em Portugal

Tanize em ponte Dom Luis I
 Na sexta-feira (11), a intercambista Tanize Kohlhoff da Silva, pedritense, de 21 anos, palestrou nas Escolas Urbano das Chagas e Senador Pasqualini, a convite da professora da disciplina de História, Maria Silveira e da vice-diretora, Giovana Silveira.

 Na oportunidade, ela relatou aos alunos e professores presentes como foi o seu intercâmbio, realizado, pela instituição de ensino, Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), cursando Engenharia Química.
9º ano Urbano das Chagas com profª Maria
 Segundo o relato da jovem, o intercâmbio ocorreu durante os meses de fevereiro e julho deste ano, na cidade de Porto, em Portugal, na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), para cursar algumas disciplinas do curso de mestrado integrado, em Engenharia Química.
 A intercambista, ao contar suas experiências, relatou ter tido a oportunidade de conhecer uma nova cultura, um modelo de vida diferente, como por exemplo: "A alimentação é baseada em carnes brancas como, peixes e derivados de suíno e existe uma grande diferença de valores em relação ao preço da carne bovina do Brasil, pois em Porto, o preço é mais elevado. 
Teve a chance de perceber que o transporte público em nosso país é deficitário.  

Escola Senador Pascoalini
 Na Europa, especialmente na cidade de Porto o transporte é de fácil acesso e muito ágil, havendo metrô, comboios (semelhante a um trem bala, mas com velocidade reduzida) e ônibus, a qualquer momento do dia.

 Em relação à educação, há uma grande diferença no modelo de estudo", relatou Tanize.

 Ela ainda comentou sobre a cidade de Porto. "A cidade é muito linda, durante o inverno há vários dias de intensidade de chuva forte, já o verão, é mais ventoso, se tornando agradável. A cidade possui vários pontos turísticos, como praças com área verde, podendo a população desfrutar momentos em família, realizando piqueniques e rodas de conversa. Há maior quantidade de turistas durante o verão".

Por fim, Tanize finaliza: 

“Com a realização do intercâmbio, cresci pessoalmente e profissionalmente, pois quando se tem o contato com outros intercâmbistas á uma troca de experiência muito positiva, tendo um reflexo para vida inteira.”

0 comentários:

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top