Deflagrada Operação Bandejão no restaurante da Unipampa - FOLHA DA CIDADE

Ultimas

Post Top Ads

Post Ads

29 de outubro de 2016

Deflagrada Operação Bandejão no restaurante da Unipampa

Foto: Franciele Moro.
 A Polícia Federal deflagrou, na manhã de quinta-feira (27), a Operação Bandejão, para combater fraudes no controle de pagamentos feitos pela União a cinco empresas que administram restaurantes universitários em unidades da Universidade Federal do Pampa (Unipampa). Na data, 100 policiais cumpriram 22 mandados de busca e apreensão e 3 ordens de condução coercitiva nas cidades gaúchas de São Borja, Alegrete, Bagé, Dom Pedrito, Uruguaiana, São Gabriel e Jaguarão, além da cidade de Araraquara, em São Paulo.

Foto: Franciele Moro.
 A investigação teve início em 2016 a partir de informações da Procuradoria Federal que atua junto a Unipampa. De acordo com as apurações, as empresas teriam burlado os controles oficiais, duplicando lançamentos pelas refeições oferecidas a milhares de alunos em várias unidades da Universidade, por intermédio das senhas e números de matrículas dos alunos, causando cerca de três milhões de reais em prejuízos com pagamentos indevidos. Em alguns casos, há indícios de que as empresas utilizaram senha e matrícula dos alunos para lançamentos falsos nos sistemas, gerando pagamentos por refeições não servidas. Em outros casos, alunos consumiram refeições em dois restaurantes universitários no mesmo dia, com minutos de diferença nos lançamentos. Acredita-se, por isso, no envolvimento de servidores públicos federais nas fraudes detectadas. Os crimes investigados são corrupção ativa e passiva, peculato e formação de quadrilha.

 Mandados de busca e conduções coercitivas:São Gabriel - 04 mandados de busca; Dom Pedrito - 02 mandados de busca e 01 de condução coercitiva; Uruguaiana - 02 mandados de busca; Alegrete - 01 mandado de busca; Vera Cruz - 01 mandado de busca; São Borja - 05 mandados de busca e 01 de condução coercitiva; Bagé - 04 mandados de busca e 01 de condução coercitiva; Araraquara/SP - 02 mandados de busca.

Foto: Jornal Minuano.
 Uma coletiva de imprensa foi realizada na sede da Polícia Federal, em Bagé, com a presença do delegado titular da Delegacia de Polícia Federal, Rafael França,  delegado regional titular da Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado (DRCor), Mauro Silveira, vice-reitor da Unipampa, Maurício Vieira e a procuradora federal, Zeneida Machado Silveira de Souza.  Na ocasião, a Polícia federal ressaltou que as operações contaram com o apoio da Unipampa, bem como que foram apreendidos documentos e computadores para que a hipótese investigativa possa ser comprovada.

 Já a procuradora salientou que, além do trabalho  criminal, a procuradoria vai dar continuidade na parte administrativa para apurar a possível participação de servidores da universidade.

 Em nota, a Unipampa esclarece: "Devido a Operação Bandejão deflagrada nesta quinta-feira, 27, pela Polícia Federal, a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) vem a público informar que, por meio de auditorias internas da instituição realizadas desde o início de 2016, detectaram-se possíveis irregularidades nos Restaurantes Universitários e foi instituída uma comissão para apurar os fatos. A partir do resultado da averiguação, a Procuradoria Federal, que atua junto à Unipampa, remeteu o caso à Polícia Federal para investigação.
 A operação realizada pela Polícia Federal tem o total apoio da Unipampa, que é a maior interessada em identificar os envolvidos. Segundo a Procuradoria Federal, a estiumativa é que os valores fraudados sejam próximos aos R$ 3 milhões já divulgados.

 Diante das suspeitas, a gestão superior da Universidade, que assumiu no início deste, está tomando providências para combater prováveis irregularidades. Uma das medidas é a colocação de catracas com identificação biométrica para os usuários dos Restaurantes Universitários. Os equipamentos já estão sendo adquiridos."

 Em contato com o diretor do campus Dom Pedrito, Fernando Zocche, ele informou que "gostaria de se manifestar na próxima semana quando terá mais informações sobre o caso. "Por enquanto, o que estamos fazendo é tentar reabrir o restaurante, buscando minimizar os danos aos acadêmicos", manifestou-se Zocche, que através de email enviado aos acadêmicos, havia informado que o Restaurante Universitário permaneceria fechado por tempo indeterminado.

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads