Vinhos, Aromas e Sabores


TERMOS DE
ELABORAÇÃO DE VINHOS
  Controle de temperatura - Como a temperatura da fermentação (aproximadamente, entre 12ºc e 25ºc para os vinhos brancos, e 25ºc e 34ºc para os tintos) afeta o estilo final do vinho, ele é crucial para um bom resultado.
Aço Inoxidável - grandes tanques feitos de aço inoxidável higiênico são recipientes escolhidos para a maioria das fermentações do vinho tinto ou branco, ou seja, ou o vinho não ficou no carvalho (o que é comum para vários vinhos brancos aromáticos, como rieslings, para preservar o sabor das uvas), ou foi envelhecido em barris e não fermentado nele.
Borra - é o nome dado para diversos sólidos, como células mortas de levedura, que precipitam para o fundo do vinhos após a fermentação. Esses sólidos podem interagir com o vinho e criar sabores mais complexos. Às vezes, os fabricantes de vinho removem a borra periodicamente para evitar sabores mais fortes. Um vinho branco que ficou muito tempo em contato com a a borra é, geralmente, mais rico em textura e tem gosto menos frutado. 
ML ou malolática - a malolática, apelidada de ML ou malo, é uma fermentação secundária que enfraquece os ácidos do vinho, deixando-o mais suave e menos ácido. A ML geralmente acontece naturalmente, porém, um fabricante também pode estimula-la ou evita-la. Os vinhos tintos quase sempre sofrem fermentação malolática, porém para os vinhos brancos, a ML é uma decisão de estilo que parte do fabricante. Às vezes, a ML pode atribuir um sabor amanteigado ao vinho branco, mas diminui sua fruticidade.
PH - o termo químico PH significa, para o vinho, exatamente a mesma coisa que significa nos campos científicos. O PH é uma medida de acidez; vinhos com ph baixo( aproximadamente 3,4 ou menos) têm acidez forte e vinhos com ph alto são menos ácidos.
Micro-oxigenação - uma técnica relativamente nova, de alta tecnologia que envolve a injeção de quantidades minúsculas e controladas de oxigênio durante ou apos a fermentação. Esse processo pode imitar a exposição suave e contínua ao oxigênio que os vinhos tintos envelhecidos em barril recebem quando amadurecem na madeira e, desta forma, ajudá-los a desenvolver taninos mais suaves e uma cor mais estável  sem qualquer utilização de carvalho. Em inglês, esse termo também é chamado de microix nos círculos técnicos.
Colagem e filtração - os fabricantes colam e filtram a maioria dos vinhos próximos ao final do período de maturação. O objetivo é clarear o vinho - isto é, remover qualquer turvação, sólidos, leveduras, bactérias ou outras criaturas microscopias que podem piorar o vinho depois do engarrafamento - e estabilizá-lo.
Corte - este termo geralmente se aplica à fabricação de um vinho a partir de mais de uma variedade de uvas. Os fabricantes de vinho, em geral, fermentam as diferentes uvas separadamente e, em seguida, cortam (mistura) os vinhos.
QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS
TONALIDADES DO VINHO BRANCO 
O espectro vai desde o branco-papel (poucas vezes encontrado, quase incolor), passando pelo verdeal (cor de vinhos bastante jovens); depois, pelo amarelo-palha (a tonalidade mais comum nos brancos); em seguida, pelo amarelo-ouro (cor de muitos vinhos doces), até chegar ao amarelo-âmbar (uma cor muito carregada, amarronzada). Essa ultima tonalidade é aceita apenas em vinhos especiais, que, dada a sua grande longevidade, podem escurecer muito com o tempo, sem perder suas qualidades.



Dom Pedrito paixão natural
#viagemdompedrito

2 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom sua materia

lena silva disse...

Acompanho e aprendo lendo a coluna....vinhos aromas e sabores

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top