Vinhos, Aromas e Sabores - FOLHA DA CIDADE

Ultimas

Post Top Ads

Post Ads

Vinhos, Aromas e Sabores

 VINHOS EXAME VISUAL

Vamos analisar os diferentes controles que caracterizam as fases do exame visual
Limpidez - Na avaliação são previstos cinco termos: 
-Turvo: nesse caso o vinho é opalescente e com numerosas partículas em suspensão.
- Razoavelmente limpo: a turbidez é muito leve e pode haver algumas micropartículas em suspensão : a conotação é negativa.
- Límpido: não há partículas em suspensão nem depósitos, e o vinho é perfeitamente transparente.
- Cristalino: além de uma perfeita limpidez, o vinho apresenta luminosidade e brilho peculiares.
- Brilhante: o vinho consegue refletir os raios luminosos com especial vivacidade, característica que pode ser percebida frequentemente nos vinhos espumantes, graças à presença de bolhinhas de gás carbônico.

Cor - os termos relativos à cor são:
Quatro para vinhos brancos 
Amarelo- esverdeado, Amarelo -palha, Amarelo - dourado, Amarelo - âmbar
Três para os vinhos rosados
Rosa-suave, Rosa-cereja, Rosa- Clarete
Três para vinhos tintos 
Vermelho - púrpura, Vermelho - rubi, Vermelho - Granada

 Fluidez - não é avaliada nos vinhos que contém gás carbônico. Após ter feito girar o líquido no copo, verifica-se a presença de lágrimas e arquetes ( as curvas mais ou menos regulares que provém da formação das lágrimas), presença essa determinada pelo álcool e pelas substâncias glicéricas  (glicerina). A quantidade de lágrimas e a lentidão com que elas recaem no líquido determinarão o grau de consistência causado exatamente pela presença de álcool e glicerina. Se a distância entre os arquetes é muito pequena, a relação etanol/glicerol indica maior presença do primeiro . Em caso contrário, haverá uma presença maior de glicerol.

Os termos previstos para fluidez são cinco:
-Fluido: a consistência é praticamente nula, parecida com a da água: trata-se de um aspecto negativo.
-Pouco consistente : vinho leve, pouco estruturado 
-Suficientemente consistente : representa o valor médio, com um bom equilíbrio entre os componentes "suaves' (álcoois, poliálcoois, açúcares) e os duros (ácidos, taninos, sais minerais); 
-Consistente: Vinhos estruturados com presença de açúcares ou de um grau alcoólico relativamente elevado (13° - 14°) cujos componentes suaves (macios) tendem a prevalecer.
-Viscoso: o vinho alcança a consistência de um xarope. Com as devidas exceções  (vinhos de sobremesa, provenientes de uvas botrizadas, passas ou cujos bagos, no cacho, sofrem o que em italiano se chama acinellatura, isto é, que eles tenham tamanhos diferentes), trata-se de uma conotação negativa. 
Perlage: É relativo aos vinhos nos quais está presente gás carbônico, obtido pela fermentação alcoólica, portanto, não por adição. Dessa categoria fazem parte os vinhos espumantes, tanto no método clássico (champenóise) quanto no método charmat ( martinotti). Esse exame é efetuado para avaliar a presença de mais ou menos numerosa e persistente de bolinhas de gás.

Os parâmetros a serem considerados para o perlage são dois:
O tamanho das bolhinhas
-Grosseiras: se são do tamanho das de água mineral
-Razoavelmente finas: quando a dimensão está na média 
-Finas: se são muito pequenas, do tamanho de uma cabeça de alfinete.
Número de bolinhas e persistência
-Escassas: se são raras ou quase ausentes 
-Relativamente numerosas: se são descontínuas e se são formadas em poucos pontos nas paredes da taça.
-Numerosas: se são abundantes e se formam de maneira contínua em muitos pontos das paredes da taça.
#Dom Pedrito, paixão natural
#Beba vinhos, faça amigos
#Viagem Dom Pedrito
#Enoturismo  

Publicada em, 25 de janeiro de 2020.

16 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom sua materia

lena silva disse...

Acompanho e aprendo lendo a coluna....vinhos aromas e sabores

Antonia disse...

Aprendendo e deliciando-me com as materias
Todos os finais de semana esperando

Maria Jussara disse...

Estou degustando mais vinhos depois de ler a coluna

Sergio disse...

Aprendendo

MATEUS KLEIN RINALDI disse...

Simples, claro, didático e instigante. Aprender sobre o vinho nos ajuda a fazer melhores escolhas. Parabéns.

Beti Klein disse...

Algumas pessoas dizem que para se tomar um bom vinho é necessário apenas ter dinheiro, mas sem conhecimento é difícil apreciar um bom vinho.
Na minha opinião oque faz toda diferencia é ter a companhia certa.

Unknown disse...


Materia muito interessante, cada vez mais apaixonada pelos vinhos !!

Ana Ambrósio disse...

Excelente matéria, fiquei curiosa em saber quais são as leveduras selecionadas acrescentadas ao mosto que garantem um desenvolvimento ideal do processo.

Ana Ambrósio disse...

Fantástica esta matéria, confesso que me deparei com termos que desconhecia, e fui me informar, de fato este mundo do vinho é complexo e fascinante.
Parabéns, ansiosa por saber mais.

Ianara disse...

Moro em Santa Maria comecei a ler a folha da cidade agora e achei a matéria excelente, clara e de fácil entendimento. Quero saber mais sobre vinhos e Enogastronomia.

Ianara Pires disse...

Parabéns! Adorei a matéria,aorendendo cada vez mais.

Gilmara disse...

Muito interessante,vou procurar aprender mais.

Unknown disse...

Muito boa a tua matéria...continuo aprendendo.

Ianara disse...

Parabéns... excelente a matéria, aprendendo cada vez mais.

Ianara disse...

Matéria muito interessante...aprendendo sempre.

Página inicial

Post Ads