Cidade



A média registrada no município foi de 120 milímetros, nas chuvas que ocorreram entre segunda-feira e quarta-feira (8). Apesar do vendaval na madrugada de quarta, não foram contabilizados estragos na cidade, mas algumas localidades do interior ficaram sem energia elétrica.

As chuvas serviram para recarga hídrica de barragens e açudes, fundamentais para uso no período do plantio das principais culturas.

Conforme o Informativo Conjuntural da Emater, as pastagens anuais de inverno, azevém e aveia, estão se encaminhando para o período reprodutivo e final de ciclo, foram muito beneficiadas pela volta das chuvas. A volta da umidade no solo contribuiu para novos rebrotes e o crescimento, favorecendo a oferta de massa verde, além de permitir aos produtores fazerem a adubação de cobertura.

Na integração lavoura/pecuária, as áreas com soja foram semeadas com aveia e azevém, planejando arrendar para pecuaristas do município.

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads