Cidade


Matéria publicada originalmente na edição impressa do dia 24 de julho. 
 O vereador e presidente do Legislativo, Junior Rodrigues Martins (Progressistas), esteve visitando o canteiro de obras da barragem do Taquarembó no sábado (17), objetivando, além de tomar ciência do estado atual das estruturas, auxiliar para que a retomada das obras seja efetivada. Recentemente, a Câmara de Vereadores, através do parlamentar Patrício Jardim Antunes (Progressistas), têm tido um envolvimento no assunto, diante da informação trazida de Brasília sobre o final do prazo para que o Governo do Estado encaminhasse o Plano de Trabalho ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), o que estava em vias de resultar no cancelamento do convênio e do instrumento que regulamenta a obra, assim, os recursos seriam retirados pela União.

Rodrigues contou à reportagem que a visita serviu para, na prática, saber como está o canteiro, e o cenário desolador que pode ser observado pelas imagens mostra o local em pleno abandono, em franca deterioração, resultando no desperdício de recursos. “Acredito que seja importante que a sociedade veja o que tem lá, o que está acontecendo lá”, salientou.

As estruturas já estão sendo tomadas, aos poucos, pela vegetação, além das intempéries climáticas danificarem telhados e paredes feitas de material compensado.

“Em alguns momentos, se torna fantasmagórico”, ressaltou.

Há, inclusive, uma patrola abandonada sendo tomada pelo mato.

Chamou atenção do parlamentar uma quantidade imensa de cascalho presente no local, no entanto, esse material não seria adequado para uso por parte da Secretaria de Obras.

Recentemente, uma comitiva esteve pedritense em Porto Alegre para tratar sobre o tema junto ao secretário da Casa Civil, Artur Lemos.

Confira, abaixo, o resumo da reunião enviado à reportagem pela Associação dos Usuários da Água da Bacia Hidrográfica do rio Santa Maria (Ausm):

- Atual situação: Foi escolhida empresa para concluir o Termo de Referência. Procuradoria Geral do Estado está efetuando a contratação emergencial;

Após assinado o contrato, a empresa terá 90 dias para a conclusão do Termo de Referência;

- Planejamento da Secretaria de Obras é de estar com a empresa executora da obra, licitada e contratada, até final de dezembro de 2021;

- O Secretário da Casa Civil, Arthur Lemos, nomeou um interlocutor entre a Casa Civil e a Secretaria de Obras, para agilizar os processos.










Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads