Cidade

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) divulgado na semana passada mostra que a rede pública, em Dom Pedrito (abarcando redes municipal e estadual) segue abaixo da meta estipulada. Quanto a 4ª série (5° ano), a rede pública pontuou 5.3, a meta projetada era de 5.8. Já 8ª série (9º ano) , registrou pontuação de 4.2, enquanto a meta projetada era de 4.9. A exceção se deu pelo ensino médio, especificamente o 3º ano, a meta era 3.0 e a pontuação registrada foi de 3.8. 

Rede municipal

A rede municipal também ficou abaixo das metas do Ideb, como se pode conferir abaixo.

 

Série/Ano

Pontuação observada

Meta estipulada

4ª série/5ºano

4.9

5.4

8ª série/9° ano

3.7

4.7


Quanto às séries iniciais, apenas dois educandários do município tiveram sua pontuação observada diretamente. A escola Alda Seabra, quanto a 4ª série/5º ano, registrou pontuação de 5.2, pouco abaixo da meta projetada. A escola Professor Bernardino Tatu teve pontuação de 5.2, igualmente.

Já quanto a 8ª série/9° ano, três escolas municipais foram avaliadas. A escola municipal Alcides Maia teve melhor pontuação, com 4.5 pontos, seguida pela escola municipal Dr. José Tude de Godoy (4.2) e Herodiano Arrué (3.5).

Rede estadual


Quanto a rede estadual, o 3º ano do ensino médio atingiu a meta estipulada. Confira a tabela:

 

Série/ano

Pontuação observada

Meta estipulada

4ª série/5ºano

5.7

6.0

8ª série/9° ano

4.4

4.8

3° ano/ensino médio

3.8

3.0



Duas escolas estaduais ficaram acima da meta do Ideb

Na 4ª série/5º ano, as escolas estaduais Urbano das Chagas e Dulce da Fonte Abreu ultrapassaram a meta estipulada, com pontuações de 7.1 e 6.1, respectivamente, enquanto as metas eram de 6.9 e 5.7. A escola Urbano das Chagas repete a boa pontuação quanto ao 8ª série/9º ano: observou-se índice de 5.5, acima da meta de 4.9.

Entenda

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, do Ministério da Educação, para mensurar o desempenho do sistema educacional brasileiro a partir da combinação entre a proficiência obtida pelos estudantes em avaliações externas de larga escala (Saeb) e a taxa de aprovação, indicador que tem influência na eficiência do fluxo escolar. Ou seja, na progressão dos estudantes entre etapas/anos na educação básica.


Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads