Cidade

 

A avenida Rio Branco permanece vazia neste dia 7 de setembro, Dia da Independência. Outrora o desfile não fosse realizado na data comemorativa, por motivos climáticos, havia a passagem do Exército, atração que atraía público, no entanto, pela primeira vez na história, uma pandemia não permite a realização do desfile na tradicional avenida da Capital da Paz, que há décadas recebe estudantes, autoridades, militares, além do público, sempre presente em bom número, para celebrar a data que marca o nascimento do Brasil. 

No dia 17 de agosto, o secretário de Educação, Marco Antônio Rodrigues, Marquinhos, já havia adiantado a não realização de eventos comemorativos, o que incluía o tradicional desfile cívico. Na mesma semana, a 3ª Companhia de Engenharia confirmou à reportagem que não realizaria atividades, em virtude da pandemia de coronavírus. 

Assim mesmo, como ocorre religiosamente ano a ano, o palanque foi montado junto a praça General Osório e a chama, acesa, bem como a bandeira do Brasil mantida hasteada diariamente. No palco, há uma faixa homenageando os profissionais da saúde, linha de frente no enfrentamento ao Covid-19. 


 


Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads