Cidade



O plenário da Câmara de Vereadores aprovou, por unanimidade, na sessão ordinária de terça-feira (25/), o Projeto de Lei Nº 18/2020, do Executivo, denominando de “Ponte Cabo Benedito Pacheco” o acesso ao Balneário Passo Real – “Praia do Chiquilin”, no local demarcado pelo fim da Avenida Hermes Ernesto da Fonseca e o início da Rua General Carneiro.

A ponte, totalmente refeita, que foi, recentemente entregue a população pelo Município, tem um significado histórico dos mais importantes para a cidade de Dom Pedrito, visto que divide, também, o antigo local de fundação da freguesia, a beira do rio Santa Maria, e o atual centro da cidade, marcado, especialmente, pela Praça General Osório e sua monumental Caixa D’água.

O homenageado

O texto original do projeto, que discorria sobre detalhes históricos envolvendo o Cabo Benedito Pacheco, foi readequado através de Emenda Modificativa apresentada pela relatoria da matéria, em consonância com as comissões permanentes da Casa e, igualmente, aprovada pelo plenário. Por definitivo o Cabo Benedito foi um herói da Revolução Federalista de 1893, tendo sido o único pedritense morto em combate por ocasião da invasão da cidade de Dom Pedrito pelas forças revolucionárias.

O combate, no qual pereceu o Cabo, se deu em fevereiro de 1893 entre os homens do 6º Regimento de Cavalaria de Linha, do qual o Cabo fazia parte, sob o comando do tenente-coronel Alfredo Barbosa e os invasores Maragatos, comandados por Joca Tavares. O monumento erguido, há mais de 100 anos, ao lado da ponte, onde jaz o corpo do Cabo, transformou-se em local de peregrinação de devotos de Benedito, invocado nas grandes secas, enchentes, socorrendo crianças e homens e mulheres em suas aflições e angústias.

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads