Cidade

Na noite de sábado (25), a Brigada Militar foi acionada para comparecer na rua David Canabarro, proximidades da Vila Argeny onde, através do 190, uma pessoa informou que havia um indivíduo em situação de embriaguez. No local, a guarnição se deparou com um veículo atravessado na via. Dentro, o condutor, que estava dormindo, caído no banco do carona. Diante da situação, os policiais precisaram o acordar.

Após acordá-lo, os militares solicitaram a documentação do carro, quando o homem abriu o porta-luvas e pegou um rolo de fios e começou a folhar, como se fosse papel. Ao descer, ele apresentava sinais claros de embriaguez – fala enrolada, desorientação e desequilíbrio -, ao ser questionado se havia ingerido bebida alcoólica, ele informou que, no final da tarde, tomou um “copo de samba”, além de um refrigerante, mas que ele acredita que estava batizado com algum entorpecente, uma vez que sua ex-companheira queria vê-lo preso.

Ele se recusou a realizar o teste do bafômetro e foi preso em flagrante por embriaguez, no entanto, no Pronto Socorro, o médico plantonista não atestou que ele estava bêbado. O acusado foi levado à Delegacia de Polícia para registro de ocorrência.

O veículo acabou recolhido administrativamente, tendo em vista que ele não apresentou condutor habilitado.

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads