Corpo de Bombeiros alerta população sobre necessidade de prevenção de incêndios no período


Dando continuidade na Semana de Prevenção, confira, abaixo, artigo escrito pelo major Rafael Gonçalves Pereira, comandante do 10º Batalho de Bombeiros Militar, que versa sobre prevenção de incêndios em tempos de COVID-19.

“O avanço do COVID-19 tem se tornado um problema de difícil contenção. Como todos devem saber, as medidas para que o avanço deste coronavírus seja controlado são: afastamento social, lavando as mãos com água e sabão ou álcool 70%, evitando aglomerações, utilizando máscara e saindo o mínimo possível para a rua ou outros ambientes. Em outras palavras: fique em casa.

Com isso as pessoas têm se mantido mais em seus lares junto de sua família e com as crianças sem poder ir à escola. Com a chegada do inverno começam as baixas temperaturas e utilizamos dos mais diversos meios para nos aquecer. Nessa época, revivemos as lareiras, o fogão a lenha, as estufas e o ar-condicionado. Mas você sabe quais os riscos desses itens quando falamos em incêndios residências Todos os anos o Corpo de Bombeiros Militar atende diversas ocorrências de incêndios causados por estufas elétricas que permaneceram ligadas por horas, fogões à lenha com o cano furado com acúmulo de cinzas (o famoso picumã), ocorrendo também em lareiras tradicionais. Por sua vez, as lareiras ecológicas podem causar explosões se não forem abastecidas com a devida cautela. Devemos tomar cuidado redobrado com as crianças pois elas não possuem conhecimento real do perigo e nem experiência para lidar com o risco. Muitas vezes as crianças acabam colaborando para que ocorram algumas dessas tragédias.

Outro fator que pode ocasionar um princípio de incêndio é a utilização de lenha de tamanho maior do que a lareira, podendo cair alguma brasa para fora da mesma. Já em lareiras ecológicas, que são abastecidas a álcool, o cuidado deve ser na hora do abastecimento. Procure sempre ter certeza de que não há resquícios de fogo quando for abastecer a mesma e se estiver acesa, por menor que seja a chama, a chance de uma possível explosão é grande. A utilização de estufas por horas ou próximo a cortinas também é um causador de incêndios que vemos frequentemente. Procure desligar a estufa após aquecer o local onde se encontra, tente não deixar acesa durante a noite e isso também vale para as lareiras e o fogão a lenha. Não podemos exigir para que as pessoas deixem de usar todos esses itens que foram feitos para dar comodidade e conforto, permitindo que possamos suportar esses dias de frio, mas podemos pedir para que tomem certos cuidados evitando que tais eventos potencialmente trágicos aconteçam.

Um descuido ou um momento de desatenção pode ocasionar uma tragédia. Por isso, sempre manuseie itens que utilizam o fogo e a energia elétrica com o máximo de cuidado possível. Cuide e eduque seus filhos para que eles não brinquem com esses itens ou até mesmo próximo a eles. Assim podemos passar um inverno sem riscos e evitando tragédias.

Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul: Salvar e Proteger.”
* Major do Quadro de Oficiais do Estado-Maior – Comandante Interino do 10º Batalhão de Bombeiro Militar
Reactions

Postar um comentário

0 Comentários