Cidade


Quem acompanha o Folha da Cidade pôde ler, nesta quinta-feira (27), notícia sobre um boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia, onde uma mulher acusava um homem, que trabalha em uma propriedade rural vizinha ao local onde sua mãe reside, de ter matado um cachorro a tiros. O caso teve grande repercussão.

O acusado, trabalhador rural, procurou a Delegacia de Polícia na manhã desta sexta-feira (28), onde registrou boletim de ocorrência dando sua versão dos fatos. Ele nega ter matado o cão, informando que não se encontrava na propriedade rural no momento em que o crime foi cometido.

Ele ainda teria avisado a família ao qual o cão pertencia, que uma matilha estava atacando as ovelhas, causando mortes. Além de tudo, o comunicante diz não possuir arma de fogo. Chegou a ser avisado que os cães estavam atacando ovelhas novamente, quando constatou que um dos ovinos estava morto, momento que a proprietária o interpelou sobre o desaparecimento e morte do cão.

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads