Rádio Upacaraí

9 de maio de 2019

Alex Sander Soares Gonçalves é condenado pela morte Darnley Carvalho Rodrigues


O Tribunal do Júri condenou Alex Sander Soares Gonçalves pela morte de Darnley Carvalho Rodrigues. Soares deverá cumprir 30 anos de prisão, pois além do homicídio, foram, também, reconhecidas às qualificadoras, agravando a pena. Os trabalhos tiveram início na manhã de hoje (9), liderados pelo juiz Luis Filipe Lemos Almeida. O Ministério Público foi representado pelo promotor Leonardo Giron e a defesa pelo advogado nomeado Romeu Maciel de Oliveira Filho. 

Giron baseou-se no depoimento das testemunhas e materialidade, lembrando que nos depoimentos, Gonçalves era reconhecido como o atirador que, na madrugada do dia 28 de abril de 2018, desferiu um disparo de arma de fogo contra Darnley, por motivo fútil - após uma encarada, ao qual a vítima teria tentado remediar - e por serem de bairros diferentes. 

A defesa sustentou que o depoimento de algumas testemunhas - algumas delas menores de idade - não se sustentava em virtude de suposta alcoolemia, além de incongruências nos fatos relatados. Oliveira Filho sustentou, também, deficiências no laudo pericial. 

Por fim, restou aos jurados à decisão, condenando Alex Sander pelo homicídio de Darnley, além de reconhecer as qualificadoras, como ter cometido o crime por motivo fútil e de dificultar a defesa da vítima.

Gonçalves já cumpria pena no Presídio Estadual de Dom Pedrito.

Matéria completa na edição impressa do Folha. 

1 comentários:

Anônimo disse...

Justiça feita, a gente só colhe o que planta!!!

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top