Outra vez parte da cidade fica sem água por longo período - FOLHA DA CIDADE

Ultimas

Post Top Ads

Post Ads

6 de janeiro de 2018

Outra vez parte da cidade fica sem água por longo período

Foto arquivo FC

 As explicações técnicas da Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento), em nota divulgada através da imprensa, na manhã de quarta-feira passada (3), davam conta da falta de água em parte da cidade, “(...) devido ao problema do ‘booster’ da Coronel Jacinto Pereira, localizado na Rua Coronel Jacinto Pereira nº 1521”, mencionando ainda que “(...) está ocorrendo a falta de água, no dia 03/01/2018, a partir das 8h30min, nos Bairros Getúlio Vargas, Ataliba Coutinho da Rocha, José Tude de Godoy, Santa Terezinha, Vila Hípica, Moreira Cézar até a 21 de Abril, BR 293 e Promorar”. Acrescentava a nota que “(...) A previsão de normalização do abastecimento é a partir das 18h”, pedindo desculpas aos usuários, etc, etc.

 Contatamos o gerente da Corsan, Cleber Machado, que explicou o ocorrido: o motor do booster, que é uma elevatória para aumentar a pressão da água, queimou ainda na madrugada da quarta-feira, por volta das 4h da manhã. Foi trocado o motor queimado por um de reserva, que igualmente deixou de funcionar. “Enviamos ambos os motores para a Superintendência de Rosário do Sul, e como achamos que pelo menos um deles não estava queimado e sim com apenas problemas mecânicos, chegamos a noticiar que a falta d’água seria resolvida mais cedo. Mas ambos estavam queimados. E somente conseguimos instalar e deixar o booster funcionando (?) às 22h de quarta-feira (3), e pensamos que tudo estava resolvido. Entretanto, já na quinta-feira pela manhã (4), as reclamações continuavam, de setores sem água, fomos conferir e descobrimos que havia quebrado um registro”, narra o gerente.

 Resultado da ópera: embora o registro tenha sido consertado por volta das 9h de quinta-feira (4), segundo informou o gerente, mais para o final daquela manhã pontos mais altos da cidade ainda não estavam abastecidos com água.

 Registre-se que a temperatura ambiente chegou a 37° C na quarta-feira (todo o tempo sem água naquelas regiões da cidade) e, na manhã de quinta-feira (4), às 9h da manhã já se registrava 22° C. Inobstante as justificativas técnicas da Companhia, imaginem enfrentar essas temperaturas sem água nas torneiras e nos chuveiros!!!!

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads