João Roberto Vasconcelos

APARECE LÁ EM CASA

PRÁ TOMAR UM CHOPE  

Se há um produto que a cada dia aumenta a sua participação na vida da gente, hoje presente em quase  todos os setores da nossa existência, é o plástico.  Já temos carros e aviões, motores e embarcações, brinquedos, móveis, roupas, e calçados, bolsas, tampas, rolhas, isto é, praticamente tudo. Basta ampliar o nosso campo de visão e muito raramente vamos encontrar uma área que não tenha, direta ou indiretamente algo plastificado, inclusive próteses, cartilagens e dentes artificiais. Reparando bem, até o nosso dinheiro já é de matéria plástica através dos cartões. Muita coisa, ou quase tudo, mudou. A lata de lixo já era. Não demora muito a cultura popular vai trocar a denominação de "vira lata" para cachorro rasga saco, definindo animais sem raça definida. A novidade agora, mais uma  trazida pela pandemia, é o chope em garrafa Pet, já no mercado. Dizem os industriais do ramo que o produto não perde nada em durabilidade e qualidade vindo em mais de um tipo (Pilsen, Lager e outros) em embalagens de 1 e 1,5 litro de chope. A Stier, de Igrejinha apostou na ideia desde abril de 2020, no início da pandemia, quando fecharam bares e restaurantes, travando completamente a venda e circulação de barris. A venda de chope no novo envase, em supermercados, deu certo, com boa aceitação por parte do público consumidor. O primeiro lote, de 87 mil litros esgotou rapidamente exigindo sua triplicação nos dias seguintes. Também a marca Al Capone, de Porto Alegre  está no mercado de chope em garrafa pet e demonstra entusiasmo diante da aceitação dos tomadores de chope. A empresa já aumentou os investimentos no setor. As pesquisas são plenamente favoráveis. Praticamente não há diferença entre chope e cerveja já que basicamente são bebidas feitas com os mesmos ingredientes. A desigualdade maior entre as duas bebidas fica por conta da pasteurização da cerveja. Com isso o chope fica pouca coisa mais leve e a cerveja dura mais.  São vários tipos de cerveja desde as espontâneas, Lager, Pilsen, bock, American e outras. As diferenças ficam por conta  da  marca, cada uma com suas características.  Hoje temos as cervejarias artesanais, também cada qual  com seu sabor. As cervejas daqui abriram seus espaços com muita competência e bom gosto. Então, garrafa plástica é a novidade. Mais uma, afinal, nossos avós jamais imaginariam que um dia tomaríamos cerveja embalada em latas, fato absolutamente comum nos nossos dias.  Agora, não se surpreenda se ouvir um convite do tipo: aparece lá em casa, pra tomar um chopinho.

Publicada em, 12 de junho de 2021.