Cidade



A Polícia Civil, através da DECRAB/Bagé, com apoio da Delegacia de Polícia de Dom Pedrito, 2° DP de Bagé, Delegacia Regional de Bagé, DRACO/Bagé e Brigada Militar, deflagrou na manhã desta sexta-feira, a Operação Bento Rengo. Foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão no município de Bagé.

Embora as ordens judiciais tenham sido cumpridas em Bagé, a investigação teve início no município de Dom Pedrito em junho de 2020, após um furto de 50 animais bovinos na localidade de Bento Rengo. Na ocasião, os policiais da DECRAB/Bagé apuraram que os suspeitos haviam sido vistos por testemunhas na propriedade rural onde os animais furtados haviam sido comprados pela vítima.

Durante o curso das investigações, que duraram mais de um ano, vários crimes foram identificados pelos investigados, que chegaram a ser presos algumas vezes em flagrantes realizados pela DECRAB. Ocasiões que, embora os suspeitos tenham ficado poucos dias presos, serviram para materializar o trabalho investigativo da Polícia Civil.

Além de abigeato (furto de bovinos e ovinos nas modalidades de gado em pé e carneada), a Organização Criminosa investigada também fraudava documentalmente movimentações de gado bovino, trazia animais furtados do Uruguai através da Serrilhada (localidade que divide os municípios de Dom Pedrito, Bagé e Uruguai), comercializava carne imprópria para o consumo humano, porte irregular de arma de fogo, entre vários outros crimes.

Em razão dos fatos, o delegado André de Matos Mendes, titular da DECRAB/Bagé e responsável pelas investigações, representou, junto a Comarca de Dom Pedrito, pelas prisões preventivas dos principais integrantes do bando, pedido que foi acolhido pelo Ministério Público e Poder Judiciário.

Os investigados são reincidentes em crimes rurais, alguns deles foram alvos (presos) na operação Alvorada deflagrada pela então Força Tarefa de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato (hoje DECRAB/Bagé) em setembro de 2017.

O líder da organização criminosa é natural do Uruguai e também possui passagens por crimes rurais naquele país, conforme a equipe de investigações da DECRAB apurou junto a policia de Rivera. Os animais, quando furtados vivos, eram encaminhados a frigoríficos mediante fraudes documentais geralmente praticadas pelo chefe do bando.

Conforme os policiais da DECRAB, após a operação de desta sexta-feira, provavelmente ocorrerá uma redução nos crimes de abigeato em Dom Pedrito e em Bagé. A DECRAB/Bagé reforça o seu compromisso em seguir trabalhando forte na repressão aos crimes rurais no Rio Grande do Sul.





Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads