Cidade

Imagens obtidas pela Polícia Civil mostram a jovem pouco tempo antes do desaparecimento


Um crime cercado de mistérios tem como um principal suspeito um pedritense. A jovem Daniele dos Santos Camargo, de 23 anos, está desaparecida desde o dia 4 de agosto. O fato ocorreu na cidade de Serafina Corrêa, na Serra. Os investigadores procuram por imagens e pistas que direcionem as equipes de buscas, que contam com bombeiros e cães farejadores. A principal linha de investigação é de feminicídio. Um pedritense de 40 anos, que ainda não teve sua identidade divulgada pela polícia, é ex-companheiro da vítima e está preso temporariamente, suspeito do desaparecimento da jovem. O homem foi a última pessoa com quem Daniele esteve antes do desaparecimento.

A investigação aponta para a saída de Serafina Corrêa pela RS-129, que segue até Guaporé. Contudo, com a falta de resultados, as buscas estão sendo cada vez mais ampliadas.

Daniele trabalhava no período noturno em uma indústria alimentícia. Após terminar o expediente, no dia 4 de agosto, a jovem foi a uma academia e depois encontrou uma amiga em uma padaria. Ela deixou o local pouco depois das 7h30 e caminhou em direção da casa onde morava com os pais e a irmã. Ela nunca chegou na moradia da família.

Imagens obtidas pela polícia mostram Daniele embarcando, de forma espontânea, no carro do ex-companheiro. Segundo a Polícia Civil, o suspeito esperou por cerca de 40 minutos até a chegada da jovem. Na sequência, o automóvel é flagrado por outras câmeras indo e voltando da localidade conhecida como Morro do Cristo.

O homem negou ter encontrado Daniele no dia do desaparecimento. Confrontado com as imagens, ele mudou a versão e admitiu uma conversa. Ele disse que deixou a jovem próximo de sua residência, mas os investigadores não encontraram uma imagem que pudesse confirmar esta alegação. O ex-companheiro foi preso temporariamente dois dias após o desaparecimento.

Segundo a Polícia Civil, Daniele e o investigado tiveram um relacionamento por mais de um ano. Eles chegaram a morar juntos por um período, mas já estavam separados.

As buscas acontecem em estradas vicinais próximas da RS-129, que liga Serafina Corrêa e Guaporé, na localidade de Morro do Cristo. Até o momento, não há informações sobre a localização da jovem.


1 Comentários

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Anônimo disse…
Espero que após a confirmação da participação do acusado no caso,que o nome dele seja mencionado para que todos possam saber quem é, é claro que já sabemos o nome completo,mas para não atrapalhar as investigações não podemos nos manifestar. Tenho certeza que em Dom Pedrito já tem muita gente sabendo de quem se trata.
Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads