Cidade



O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, ainda tenta garantir a retomada das aulas presenciais no Estado. E nesta segunda-feira, em reunião com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kassio Nunes Marques, pediu uma medida cautelar que derrube as medidas judiciais anteriores, permitindo a assim a volta de alunos dos ensinos Infantil e Fundamental (1º e 2º anos) às salas de aulas.

No final de março, a juíza Cristina Luísa Marques da Silva, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, manteve suspensa a retomada das aulas presenciais no Estado. O governo, através da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), entrou com um pedido junto ao STF para suspender a liminar.

"Nós reforçamos nossos argumentos sobre que a saúde é mais do que não ter o coronavírus, principalmente no que diz respeito às crianças. O desenvolvimento cognitivo e emocional depende dos estímulos que elas recebem nas séries iniciais. E também boa parte da economia está retornando e os pais precisam ter onde deixar seus filhos com segurança e as escolas de educação infantil são os locais mais adequados para fazê-lo. Nós reforçamos esses argumentos, pedindo ao ministro (Kassio Nunes Marques) uma medida cautelar que derruba as medidas judiciais anteriores e permite então o retorno das aulas (presenciais)", explicou Eduardo Leite.

Outro pedido de Leite foi direcionado ao Ministério da Saúde e foi feito em favor da vacinação antecipada dos professores. "Nós pedimos ao ministério que permita a colocação ao menos dos professores do Ensino Infantil, esta categoria que precisa ser priorizada, para dar mais conforto, segurança e serenidade para o retorno. Não entendo que precise esperar a imunização para voltar, mas é importante que a gente busque esta vacinação o quanto antes até para deixar todos mais seguros para as aulas presenciais", completou o governador gaúcho.

Correio do Povo

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads