Cidade


 

Na manhã desta terça-feira (9) foi realizada uma webconferência com os prefeitos da Assudoeste – Pampa Gaúcha, composta pelos municípios de Aceguá, Bagé, Caçapava do Sul, Candiota, Dom Pedrito, Hulha Negra e Lavras do Sul.

O encontro virtual foi liderado pelo presidente da Assudoeste, prefeito de Dom Pedrito, Mário Augusto, onde foram tratados dois assuntos, a eleição da associação para o biênio 2021/2022 e, também, o enfrentamento da pandemia depois de retirada a cogestão pelo Governo do Estado.

Os prefeitos participantes elogiaram a atuação do prefeito Mário Augusto frente à Assudoeste – Pampa Gaúcho e solicitaram que ele permanecesse no comando da associação.

Na oportunidade, Mário Augusto lembrou aos participantes que está concorrendo à presidência da Famurs e, caso seja eleito, as funções seriam incompatíveis. Então, por decisão unânime, o prefeito Mário Augusto continua à frente da Assudoeste e, caso assuma a Famurs, automaticamente, o vice-presidente assume a Assudoeste – Pampa Gaúcho.

Composição da Assudoeste – Pampa Gaúcho 2021/2022:

Presidente: Mário Augusto de Freire Gonçalves, prefeito de Dom Pedrito
Vice-presidente: Giovani Amestoy da Silva, prefeito de Caçapava do Sul
Secretário geral: Sávio Prestes, prefeito de Lavras do Sul
Tesoureiro: Renato Machado, prefeito de Hulha Negra
Conselho fiscal: Divaldo Lara, prefeito de Bagé; Marcus Vinícius Godoy de Aguiar, prefeito de Aceguá e Luiz Carlos Folador, prefeito de Candiota

COVID-19

Sobre a pandemia, cada prefeito fez uma exposição sobre a situação atual do seu município, onde as dificuldades se assemelham, por entenderem que não está no comércio o foco das contaminações, mas sim, nas aglomerações de rua e nos espaços públicos que são as principais fontes de contágio, sendo necessária uma maior atuação fiscalizatória por parte do Estado.

Depois de todas as discussões foi elaborado um documento que será encaminhado à presidência da Famurs, detalhando a situação da região e fazendo entender que o pequeno empreendedor está sendo demasiadamente prejudicado e, isso poderá comprometer a existência desses estabelecimentos e, consequentemente, ocasionar o empobrecimento da população e da região.

Ao final do documento, a Assudoeste posiciona-se no sentido de respeito à decisão do Governador, que busca agir de forma responsável, porém ressalta entendimento de que alguns critérios adotados pelo Governo do Estado não observam a realidade da nossa região.

Diante disso, o pleito da Assudoeste - Pampa Gaúcho é no sentido de que as normas sejam flexibilizadas para a região, para que possamos – e não fugiremos dessa responsabilidade – enfrentar a proliferação do vírus no que realmente salvará a nossa região.

Post a Comment

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads