Cidade


O deputado estadual Luiz Fernando Mainardi (PT), autor da iniciativa que motivou um amplo debate, informou que desistiu da ideia de apresentar o projeto propondo a mudança do hino rio-grandense. O parlamentar argumenta que pretendia unir, mas que “a iniciativa acabou, paradoxalmente, por incentivar nossas divisões”. Com informações de Gaucha ZH."Reconheço como legítimas e respeitáveis as interpretações diferentes, sustentadas também por historiadores, jornalistas e membros do movimento tradicionalista. A interpretação tradicional diz que o verso em pauta pretende retratar uma relação de revolta contra o então Império brasileiro e não se refere à prática da escravidão. O que é sustentável, evidentemente. Ambas interpretações precisam ser analisadas com respeito e tolerância.

Jamais pensei a iniciativa como uma forma de confrontar nossa tradição. Ao contrário, minha ideia pretende incluir a todos em nossa narrativa de povo que tem uma especificidade histórica, social e cultural. Ocorre que nosso hino, do jeito que existe e do jeito que pode ser interpretado hoje, exclui uma parcela significativa da população gaúcha, que se sente ofendida porque identifica nele uma afirmação de menosprezo pela população negra, os escravos da época farroupilha", disse o deputado, em nota.

Seu comentário

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads