Cidade



Um assunto que muito é falado, cobrado e pouco se vê resultados por parte dos governantes e a estrada Bagé-Lavras, que também serve como principal acesso ao subdistrito de Torquato Severo e Vila de São Sebastião. Muitas lutas foram travadas, algumas lideranças tentam fazer com que a população que utiliza essa via, tenha, pelo menos, uma estrada trafegável. Na semana passada, o Ministério Público instaurou um inquérito civil, oriundo de denúncia de uma usuária, para apurar possíveis irregularidades no cumprimento do contrato de pavimentação da RSC-473.

Uma das lideranças é o advogado Luís Diego Soares, que realizou, junto a muitos apoiadores, algumas manifestações e visitas na capital do Estado para tentar fazer com que a RSC-473 entrasse nos planos do governo. “Por mais que os governantes do Estado, sucessivamente, venham tentando nos fazer desistir da Estrada Bagé-Lavras do Sul, não podemos desacreditar. Tenho acompanhado o procedimento e há meses o DAER enrola o Ministério Público para entregar o processo licitatório, o que não foi feito até o momento. Espero, sinceramente que o MP consiga desvendar esse mistério e dê encaminhamento para, quem sabe, num futuro, os responsáveis por esse descaso e deboche com a nossa região, sejam punidos. Sigo confiante e lutando pela nossa estrada e agora mais motivado”, destacou Soares. 

Post a Comment

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads