Cidade





Apenas 12 anos e uma vontade de viver que arrepia, emociona e nos faz refletir muito sobre a vida. Isabelly Gonçalves teve sua história contada na sexta-feira (11) através do Facebook do Folha. Vítima de um câncer raro, que a deixou momentaneamente paraplégica, há 11 meses a pedritense viu sua vida mudar do dia para a noite, tendo que se adaptar a uma nova vida que ninguém esperava, já que a menina nunca havia apresentado problemas de saúde. Ela permaneceu durante sete meses internada em Porto Alegre e a quatro meses retornou à casa dos avós paternos, onde reside. 

Não bastassem todas as dificuldades vividas até o momento, médicos precisaram implantar duas válvulas. Segundo a família, uma foi colocada na barriga e outra implantada no cérebro de Isabelly. Ainda segundo eles, há alguns meses a menina começou a apresentar perda de visão em um dos olhos. Em entrevista, ela disse que realmente enxerga muito pouco do olho esquerdo. Entretanto, refere que a sua visão no olho direito é boa. 

Ela passa seus dias rodeada do carinho dos primos, tios e avós. Sempre com seu smartphone conectado às redes sociais, Isabelly adora se maquiar, passar seu tempo nas redes sociais, ouvindo música e se mostra uma menina doce, esperta e, segundo os avós, de personalidade forte.    

Antes de nos despedirmos da casa de Isabelly, a família manifestou preocupação com a falta de um fisioterapeuta para avaliar a menina e ajudá-la a recuperar gradativamente os movimentos das pernas.    

O Folha então entrou em contato com o fisioterapeuta Ednei Bolzan, o qual se disponibilizou a avaliar Isabelly e ir até a casa da família. Preocupados com a visão da menina, também entramos em contato com o oftalmologista Rogério Tomasi, o qual de forma gratuita irá receber a menina para uma consulta. Por fim, a dentista Eliza Bortolotto, ao ser contatada pelo Folha, se disponibilizou a prestar com qualquer atendimento dentário que Isabelly necessitar de forma gratuita. 

Uma corrente do bem que deu certo, pois, segundo a família, Isabelly está com a autoestima elevada desde sábado, quando iniciaram as visitas de pessoas querendo ajudá-la e conhecê-la, vendo que ela não está sozinha nessa batalha. Dom Pedrito está com ela. 

O que doar e como doar?
Doações podem ser feitas à família. Lenços umedecidos, óleo de girassol, sabão de glicerina, pomada Hipoglós. A casa fica situada na rua Duque de Caxias, número 3277, prolongamento após a BR 293, terceira casa à esquerda. Ou a sua doação pode ser deixada na redação do Jornal Folha da Cidade, que entregaremos aos familiares de Isabelly: rua Júlio de Castilhos, número 1384. Esquina com a rua Coronel Urbano. Para depósitos: Agência: 0200; Conta: 35.081174.0-6; Nome: Adão Martins Gonçalves; CPF: 149.650.460-72.

Agradecimentos
Outros tantos parceiros fizeram com que Isabelly tivesse mais motivos para sorrir, entre eles: Grupo Paktus (doou acessórios para celular e um kit de maquiagem); Mercearia Ebenézer (doou a carne para o churrasco do domingo de Páscoa da família); Supermercado Peruzzo - Gerente Luciano (doou chocolates); Panela do Bem (doou o almoço de sábado à família); Cacau Show (doou chocolates à Isabelly); Helena Abreu, conselheira tutelar (parceria incansável da família); SOS Clínica Veterinária (doou R$ 100,00 à família). Desde o início, a página Fatos Desconhecidos/Dom Pedrito intermediou a doação de uma cesta básica com o Super Rancho Dinael, que posteriormente anunciou a doação de um ano de rancho à família. A farmácia MV Pharma se colocou à disposição para doar lenços umedecidos e pomadas.

Além deles, tantas outras pessoas, de forma anônima visitaram a família, presentearam Isabelly e levaram alegria a ela e sua família. Outras, deixaram doações na redação do Folha, de onde levamos até a família. Outros - muitos de fora do município - ainda efetuaram depósitos na conta bancária do avô de Isabelly.

Post a Comment

Em "Comentar como:"
Você pode comentar como "Anônimo"

Postagem Anterior Próxima Postagem

Anuncie aqui

header ads

Anuncie Aqui

header ads