Seis empresas participam da licitação para construção do prédio da radioterapia - FOLHA DA CIDADE

Ultimas

Post Top Ads

Post Ads

9 de janeiro de 2020

Seis empresas participam da licitação para construção do prédio da radioterapia

Foto: Tiago Rolim Moura/Jornal Minuano
Por: Jornal Minuano

O Ministério da Saúde informou, ontem, que a licitação visando a contratação de empresa especializada no ramo da construção civil para construção das estruturas da Radioterapia, a ser instalada na Santa Casa de Caridade de Bagé, contou com seis empresas interessadas. As propostas foram conhecidas no dia 3 de janeiro e o resultado depende da análise da área demandante. A obra inicia após a assinatura do contrato.

Conforme nota do ministério, a licitação encontra-se na fase de envio das propostas e a empresa detentora do melhor lance tem até esta quinta-feira para enviar os projetos e os documentos habilitatórios, que posteriormente serão encaminhados para análise da área demandante. Os nomes das empresas, bem como detalhes das propostas, não foram divulgados. Os prazos de análise também não foram estabelecidos.

O processo licitatório teve início no dia 4 de novembro e seria finalizado no dia 27 do mesmo mês. Porém, uma semana depois da abertura, o processo foi suspenso e novamente lançado, com ajustes técnicos, seguindo as exigências do Tribunal de Contas da União (TCU). O valor estimado para a obra é de R$ 8.051.042,21

O contrato tem por objetivo a conclusão da segunda etapa do Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema de Saúde (SUS), através da implementação do Projeto Básico de Arquitetura e Executivos, adquiridos pelo Ministério da Saúde, em 2013.

Conforme o edital, está prevista a construção/ampliação de 80 Centros de Radioterapia e, para isso, o Ministério realizará uma licitação para cada Centro, podendo, em alguns casos, optar pela inclusão, em um mesmo procedimento licitatório, de mais de uma obra, sempre em lotes distintos. Desta forma, para cada Centro de Radioterapia haverá disputa entre empresas.

O prazo para execução das obras será de um ano, a contar da emissão da Ordem de Serviço do Ministério da Saúde e, portanto, a empresa contratada deverá dimensionar a equipe visando cumprir rigorosamente o cronograma físico-financeiro. O prazo de vigência do Termo de Contrato desta obra se inicia na data de sua assinatura e vigorará por 15 meses.

Conforme destacou o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, em entrevista ao Folha, o Centro de Radioterapia vai evitar o deslocamento para Pelotas ou Porto Alegre, por exemplo, daqueles pedritenses que precisam passar pelo procedimento. 

Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads