Decrab recupera animais furtados no Uruguai e prende um homem na Serrilhada - FOLHA DA CIDADE

Ultimas

Post Top Ads

Post Ads

23 de janeiro de 2020

Decrab recupera animais furtados no Uruguai e prende um homem na Serrilhada

A Polícia Civil, através da Decrab/Bagé, com apoio da Brigada Militar, da Policia Uruguaia e da 2ª DP de Bagé, após intensas atividades, que tiveram início na noite desta quarta-feira (22) e somente terminaram na tarde desta quinta-feira (23), recuperaram 13 animais bovinos machos, da raça Angus, que se encontravam em uma propriedade rural na localidade da Serrilhada. 

Ainda ontem policiais da Decrab receberam informações de que três indivíduos estavam procurando embarcadores para carregarem animais bovinos de noite na localidade da Serrilhada, a informação também dava conta de que se tratavam de bovinos furtados no Uruguai. Imediatamente, equipes da Decrab, Brigada Militar e integrantes da Polícia do Uruguai, deslocaram até a referida área de fronteira para a realização de diligências com o objetivo de localizar os animais. No começo da madrugada um caminhão boiadeiro foi avistado pelos policiais em frente o embarcador de uma propriedade rural. Em razão dos fatos os policiais entraram na propriedade e encontraram 13 animais bovinos, já separados na mangueira, e prontos para serem embarcados. Foi feito contato com a vítima, produtor rural que possui área no município de Rivera no Uruguai, que compareceu no local e apresentou registros das marcadas dos animais. Na propriedade rural também foi encontrada uma arma de fogo, sem registro e três caixas de munições. 

Diante do vasto material probatório, o Delegado André Mendes, titular da Decrab/Bagé, determinou que os animais fossem restituídos para a vítima, bem como e o auto de prisão em flagrante do indivíduo que estavam em posse dos animais. Na propriedade do autuado, ainda foram encontrados brincos numerados, pertencentes a fazendas uruguaias, que confrontados pela polícia uruguaia com os furtos recentes naquele pais, demonstram que o crime ora flagrado vinha sendo cometido, continuamente, por ao menos 6 meses.





Nenhum comentário:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads