Rádio Upacaraí

11 de julho de 2019

Mais desdobramentos do 'caso Vera Lúcia'

Vera Lúcia 

O 'caso Vera Lúcia' é considerado um dos mais emblemáticos e macabros da história de Dom Pedrito. Um novo desdobramento nesta quinta-feira (11), quando o Instituto Geral de Perícias (IGP) atestou que, de fato, o corpo era de Vera Lúcia Severo Lemos. Ela estava desaparecida desde maio de 2018, no entanto, através de investigação, a Polícia Civil descobriu que, na verdade, tratava-se de um feminicídio. O corpo foi descoberto após horas de trabalho, na madrugada do dia 14 de maio.

Conforme o inspetor Lauro Telles, após o cadáver ter sido encontrado, solicitou-se à perícia para atestar que, de fato, o corpo era de Vera Lúcia. A análise confirmou, tecnicamente, que se tratava da vitima.

Outra situação averiguada foi quanto ao sangue encontrado em uma faca (ao qual a Polícia Civil atribuía como arma do crime) encontrada no ano passado, em diligências realizadas na casa do homem apontado como principal suspeito do crime, Leopoldino de Lima Moraes, que está preso desde o dia 15 de maio. O resultado pericial apontou que o sangue era de Vera Lúcia, atestando a principal tese de investigação da Polícia Civil: ela foi morta por Leopoldino e enterrada aos fundos da casa - posteriormente, foi construído um cômodo que servia como quarto sobre o local onde o corpo foi enterrado.

A primeira audiência do caso vai acontecer na segunda-feira (15).

0 comentários:

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top