Rádio Upacaraí

31 de dezembro de 2016

Mãe e filha são vítimas de estupro e utilizam marreta para se defender


 A Brigada Militar foi acionada para atender um caso de violência doméstica na madrugada de terça-feira (27). De acordo com o registro no boletim de ocorrência, uma mulher solicitava atendimento de urgência, pois ela e sua filha teriam sido vítimas de estupro por parte do marido, e o teriam agredido para se defender.

 Segundo a polícia, uma guarnição foi até o local e encontrou a porta da residência aberta, onde puderam visualizar o acusado caído com uma lesão na cabeça. Conforme o registro, a menina, menor de idade, estava com uma marreta na mão e a mãe lhe segurava pelas costas. Os policiais solicitaram que ela largasse a marreta no chão, e logo em seguida foi acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer o acusado. Mãe e filha foram conduzidas à Delegacia de Polícia, onde relataram que o homem havia tentado estuprá-las, ameaçado com uma tesoura e ordenado que ficassem nuas, dizendo que iria cortar os seios da esposa e lhe retalhar o corpo. No relato da mãe, consta também que o acusado falou que iria tirar fotos das duas sem roupa, ordenando que se beijassem. Relatos da esposa informavam, ainda, que quando o acusado baixou a cabeça para mexer no celular, a menina pegou a marreta, lhe desferindo um golpe na cabeça. Ele ainda tentou agarrá-la, porém ela conseguiu bater a marreta mais uma vez contra a cabeça do homem, que acabou caindo no chão. A mãe disse, também, que nos dias 25 e 26 foi estuprada diversas vezes pelo acusado, e que o fato foi relatado em ocorrência anterior. A autoridade policial determinou a lavratura do auto de prisão em flagrante do acusado pelo crime de estupro. O acusado sofreu traumatismo craniano, foi removido para a Santa Casa de Caridade de Bagé e ficou sob custódia devido ao flagrante.

0 comentários:

Copyright © FOLHA DA CIDADE | Designed With By Blogger Templates
Scroll To Top