Escola Tude de Godoy deve receber reforma geral em breve, afirma secretário



No início do ano, a Secretaria de Educação do município anunciou a inicialização do projeto para reforma da escola municipal Dr José Tude de Godoy, que o telhado parcialmente destruído durante um temporal em 2019. Desde então, a secretaria busca viabilizar a reforma. De acordo com o secretário Marco Antônio Rodrigues, a prefeitura contratou uma empresa para fazer um levantamento das melhorias que precisam ser feitas no educandário. O trabalho foi concluído no dia 1° de abril.


Marquinhos informou que o valor estimado da obra - R$ 1,7 milhão ultrapassou o que o município. "A previsão da secretaria era investir aproximadamente um milhão na escola", frisou, complementando que será necessário reajustar alguns detalhes da obra para adequar ao orçamento. Após a realização das adequações, o secretário relatou que pretende dar prosseguimento ao processo licitatório, o que deve ocorrer dentro de 60 dias.


Rodrigues ressaltou ainda que a execução da obra não deve atrapalhar o andamento do ano letivo na escola Tude de Godoy. No entanto, poderá ocorrer remanejamento durante as etapas da obra. O secretário explico que o recurso que será aplicado na reforma da escola virá de diversas fontes: R$ 600 mil de uma operação de crédito contraída junto ao Banco do Brasil e o restante virá do recurso livre do município. "Pretendemos, com os ajustes, chegar a um valor de aproximadamente R$ 1,3 milhão", disse.


O secretário pontuou que a preocupação da Secretaria de educação excede os estragos deixados pelo temporal de 2019, que atingiu três salas. "Essa recuperação, na época, teve um custo de R$ 140 mil. Hoje, pretendemos nossa ideia é fazer uma reforma geral na escola, não apenas recuperar a parte que foi destelhada", disse ele. A reforma abrange reconstrução integral do telhado - investimento de cerca de R$ 500 mil, piso, aberturas e outras melhorias. Segundo Marquinhos, a escola Tude de Godoy não recebeu manutenção adequada nos últimos 20 anos, motivo pelo qual está coma estrutura bastante deteriorada. Ele lembrou que, em agosto de 2020, houve a contratação de uma empresa da cidade de Santiago para a realização da obra, porém, poucos dias após iniciar o processo de reforma, a empresa acabou pedindo a rescisão do contrato, pois foi declarada falência.


Por fim, Marquinhos declara que no início da próxima semana, já com o resultado das adequações no orçamento da obra, pretende enviar o projeto ao Setor de Licitações. "Não dependemos de outros processos, o dinheiro está disponível na conta da prefeitura. Tão logo se conclua o processo licitatório, a empresa contratada poderá iniciar a obra imediatamente", informou o secretário.


92 visualizações0 comentário