Durante abordagem policial, condutor não habilitado tenta agredir militares


Na manhã desta segunda-feira (8) uma guarnição do Comando Rodoviário da Brigada Militar fazia barreira fiscalizatória VRS 853 (estrada do Ponche Verde) quando abordou um automóvel GM Corsa.


Os policiais constataram que o condutor do veículo, um homem de 40 anos, não possuía habilitação. Diante da situação os militares pediram que o homem chamasse um condutor habilitado. Ainda, o veículo precisou ser empurrado pelos policiais, porque não funcionava a marcha ré.


Durante a manobra para estacionar o carro na lateral da via, o condutor se posicionou no volante do veículo e passou a afirmar que "Ninguém iria levar o carro e que estavam armando contra ele, Que os PMs eram pagos por arrozeiros e que iriam matá-lo, chamando os militares de corruptos e proferindo xingamentos contra a guarnição.


Durante a abordagem, o acusado passou a agredir os militares com socos e arranhões, momento em que precisou ser contido e algemado. Durante a ação, a esposa do condutor saiu do carro e fingiu um desmaio, passando a filmar a abordagem. Três crianças que também estavam no veículo, passaram a agredir a guarnição com socos e arranhões, inclusive, uma delas pegou uma barra de ferro que estava no porta-malas do carro para agredir os militares. Um dos policiais resultou ferido na mão, joelho e cabeça e precisou receber atendimento médico.


O homem foi conduzido ao Pronto Socorro para a realização de exame de lesões corporais e à Delegacia de Polícia, onde a autoridade policial determinou o registro do flagrante por desobediência. Foi arbitrada fiança no valor de R$ 360,00 que foi paga pelo acusado. O fato será apurado em inquérito policial.

Abaixo, a foto obtida com exclusividade pela reportagem do Folha mostra o corte que um dos militares durante a ação.



14 visualizações0 comentário