Amostras de Dom Pedrito estão em análise para detecção de variantes do Covid-19



Em reunião realizada pelo grupo técnico de Vigilância Genômica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), no dia 4 de janeiro, foi definida que uma das ações para a Vigilância Epidemiológica era verificar a origem das amostras processadas no LACEN-CEVS. O objetivo é averiguar se há representatividade das análises pensando no território do Rio Grande do Sul. Para este apontamento foi considerado o fluxo atual estabelecido no CEVS, em que todas as amostras detectáveis preencham os critérios apontados pelo grupo técnico. A partir da necessidade de identificar a origem das amostras foram extraídos do sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial do Rio Grande do Sul GAL/RS, do período de 12/12/21 a 05/01/22, as amostras processadas no LACEN-CEVS. No total, são 14.392 amostras de pacientes processadas, que contemplam 208 municípios. De Dom Pedrito são 61 amostras das enviadas e processadas pelo Lacen, no período citado acima. A Vigilância Epidemiológica de Dom Pedrito monitora diariamente a divulgação dos dados e alerta que os resultados não terãos laudo individual, mas assim que chegarem serão repassagem a imprensa local para ampla divulgação.

360 visualizações0 comentário